Você está aqui: Página Inicial > central de conteúdos > Notícias > 2018 > Junho > Posto de triagem ampliado começa a funcionar na fronteira com a Venezuela

Notícias

Posto de triagem ampliado começa a funcionar na fronteira com a Venezuela

por publicado: 18/06/2018 13h47 última modificação: 18/06/2018 13h47
FT LOG HUM/Divulgação

Começa a funcionar nesta segunda-feira (18) o posto de triagem ampliado montado na cidade de Pacaraima (RR) para receber, identificar e regularizar cidadãos venezuelanos que cruzam a fronteira da Venezuela com o Brasil. No local, os venezuelanos passarão por revista de bagagem, inspeção clínica, imunização e regularização migratória. Os imigrantes serão cadastrados e receberão atendimento social.

A estrutura permitirá que a Polícia Federal faça a regularização de documentos dos imigrantes já em Pacaraima. Antes, esse trabalho estava concentrado na Superintendência do órgão em Boa Vista. A Receita Federal vai emitir CPFs aos venezuelanos que desejam permanecer no Brasil, requisito para a emissão de carteira de trabalho.

A triagem possui um Posto de Atendimento Avançado (PAA), com capacidade para atenção médica de emergência e isolamento de pacientes.

O atendimento na fronteira conta com a participação de militares, servidores da Polícia Federal e da Receita Federal, profissionais de saúde, vacinação e assistência social, além de representantes da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), da Agência da ONU para as Migrações (OIM) e do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA).

Antes do posto de triagem, o Governo Federal já havia fortalecido sua atuação na fronteira. O Exército Brasileiro ampliou a atuação na fronteira, com o emprego de 383 militares em Roraima. Os quadros da Polícia Federal no estado fora ampliados em 30%. O posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) funciona 24 horas em Pacaraima, sete dias por semana.

O Ministério da Saúde reformou a sala de vacinação para atender imigrantes na fronteira, enquanto o efetivo da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no local foi ampliado em 200%.

ASCOM/Casa Civil