Você está aqui: Página Inicial > central de conteúdos > Notícias > 2018 > Agosto > Instituições e lideranças recebem o Prêmio Viva Voluntário no Palácio do Planalto

Notícias

Instituições e lideranças recebem o Prêmio Viva Voluntário no Palácio do Planalto

por publicado: 27/08/2018 19h37 última modificação: 29/08/2018 10h56
Romério Cunha/Casa CIvil

Duas lideranças e seis entidades foram homenageadas nesta terça-feira (28), na primeira edição do Prêmio Viva Voluntário, em cerimônia no Palácio do Planalto. Criado pelo Decreto nº 9.149/17, o prêmio será concedido anualmente pelo Presidente da República a pessoas e organizações que se destacaram em ações de voluntariado.

O Programa Nacional de Voluntariado – Viva Voluntário tem como objetivo incentivar o engajamento social e a participação dos cidadãos em ações transformadoras para a sociedade. A iniciativa busca promover o voluntariado, envolvendo governo, sociedade civil e setor privado, com enfoque no alcance dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030, da Organização das Nações Unidas – ONU.

A primeira edição do Prêmio Viva Voluntário recebeu 296 inscrições. São ações desenvolvidas em todo o país, nas quatro categorias de premiação: Líder Voluntário, Voluntariado nas Organizações da Sociedade Civil, Voluntariado no Setor Público e Voluntariado Empresarial.

"A sociedade brasileira tem como objetivos fundamentais, insculpidos em nossa Constituição Federal, a construção de uma sociedade livre, justa e solidária. A experiência dos voluntários, de fomento à participação cidadã e responsabilidade cívica – que estimula a cultura da paz e do respeito ao bem comum –, nos aproxima destes objetivos, nos aproxima de uma sociedade mais justa e solidária", disse o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha.

Na Categoria Líder Voluntário, receberam o prêmio os líderes Janir Gonçalves Leite, do Coletivo de Mulheres Indígenas Artesãs Terena, da aldeia Tico Lipú, de Aquidauana/MS; e Bruno Costa Lopes de Carvalho, do projeto Curumim Cultural, de Samambaia/DF.

Na Categoria Voluntariado nas Organizações da Sociedade Civil, receberam a homenagem do Prêmio Viva Voluntário, as entidades Centro Social da Rua, com o projeto Voluntários do Centro Social da Rua, de Porto Alegre/RS, e a Amigos do Bem, Instituição Nacional Contra a Fome e a Miséria, com a iniciativa 25 Anos de Voluntariado Amigos Do Bem, que desenvolve ações de voluntariado em Alagoas, Pernambuco e Ceará.

O Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira, da Fundação Osvaldo Cruz, recebereu reconhecimento na Categoria Voluntariado no Setor Público, pelo trabalho do Núcleo de Apoio a Projetos Educacionais e Culturais (Napec) que promove o tratamento humanizado de pacientes internados no Rio de Janeiro. Outro homenageado desta categoria é a Companhia Paranaense de Energia (Copel), que desenvolve parcerias com instituições sociais através da iniciativa Chamada Pública Permanente para todo o estado do Paraná.

Na Categoria Voluntariado Empresarial, se destacaram os programas de voluntariado da Fundação Telefônica-Vivo que tem atuação nacional envolvendo mais de 15 mil voluntários, e atuação com diferentes públicos, como jovens, idosos, moradores de rua e pessoas com necessidades especiais com foco em ações educacionais e inclusão tecnológica e digital.   A segunda homenageada nesta categoria foi a Fundação Cargill, que é gestora do Semeando Futuro, o programa de voluntariado corporativo da Cargill,  que promove a educação alimentar e o consumo consciente com atuação em 12 estados do Brasil.

Plataforma Digital do Viva Voluntário

Durante a cerimônia em comemoração do Dia Nacional do Voluntariado, foi lançada também a Plataforma Digital do Voluntariado, ferramenta que tem como objetivo reunir e dar destaque a projetos de voluntariado desenvolvidos em todo o País, oferecendo oportunidades para que as pessoas possam se engajar e ajudar o próximo.

No sistema, cada ação de voluntariado estará ligada aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, possibilitando que a sociedade saiba como contribuir para o País atingir as metas da Agenda 2030. A Plataforma também promoverá cursos para voluntários e organizações, possibilitando o desenvolvimento de um currículo social para os voluntários e o aprimoramento da atuação das próprias organizações sociais.

 

Cidades-piloto

Também foram anunciadas as cinco cidades-piloto do Programa Nacional, uma para cada região do país. As cidades receberão equipes de mobilização do Viva Voluntário, que trabalharão no mapeamento de organizações sociais, divulgação do Programa e estímulo a que as pessoas e organizações conheçam e se conectem à Plataforma. São as cidades-piloto: Porto Alegre (RS), São Paulo (SP), Salvador (BA), Brasília (DF) e Boa Vista (RR).

Resolução do Conselho Nacional de Educação – CNE

Durante a cerimônia, foi homologada pelo Presidente da República e pelo Ministro da Educação, uma Resolução do Conselho Nacional de Educação que institui diretrizes para o voluntariado na Educação Básica e Superior.

A Resolução visa promover o engajamento e a participação cidadã dos estudantes brasileiros em ações de voluntariado, bem como dar diretrizes para que as escolas e universidades possam computar nos currículos acadêmicos as horas de trabalho voluntário dos alunos, fomentando essa prática e incentivando o desenvolvimento do currículo social dos estudantes. Além disso, as diretrizes buscam promover a utilização dos espaços escolares e universitários, como quadras poliesportivas e salas de aula, para a promoção de ações voluntárias.

Serviço

Plataforma do Voluntariado: www.vivavoluntario.org

Fonte: ASCOM/Casa Civil